Quem Somos?

A ABFIAE, Associação Brasileira de Fabricantes e Importadores de Artigos Escolares e de Escritório, é uma associação que foi criada para representar a indústria e os importadores de artigos de papelaria. Sua atuação tem sido destaque em diversos veículos de comunicação de todo o país, o que evidencia seu trabalho em prol do segmento de papelaria.

 

 

Prioridades da entidade

 

1 – Redução da Carga Tributária

 

Trabalhamos forte com a imprensa no objetivo de divulgar à sociedade os valores absurdos da carga tributária em nosso setor, que ultrapassam 40%!

Em 2009 foi aprovado pelo Senado o projeto de lei nº 6705/2009, que prevê a isenção do Imposto sobre Produtos Industrializados (IPI) para os itens escolares, e estabelece alíquota zero de contribuição para PIS/PASEP e para a Contribuição para o Financiamento da Seguridade Social (COFINS), incidentes sobre a comercialização desses materiais.

Esse projeto encontra-se em tramitação na Comissão de Finanças e Tributação e recebeu parecer positivo de seu relator, mas sua votação foi retirada da pauta em meados de abril de 2015, o que mostra o desinteresse do atual governo no projeto.

 

2 – Implantação do Cartão Material Escolar

 

Há décadas, no início do ano, a imprensa denuncia casos de corrupção em licitações de material escolar. A solução para essa doença que atinge nossa sociedade é o Cartão Material Escolar (CME).

O CME é um cartão de débito, disponibilizado pelos Governos aos pais de alunos da rede pública, que visa a compra exclusiva de material escolar nas papelarias cadastradas nas Associações Comerciais ou Sindicatos do Comércio Varejista. A implantação do CME permite:

1 – a eliminação de licitações fraudulentas.

2 – o aumento da autoestima do aluno que, ao comprar o seu próprio material escolar, insere-se melhor na sociedade ao deixar de utilizar o kit de licitação (sinônimo de estudante de baixa renda).

3 – o fomento da economia dos municípios, gerando empregos: o dinheiro da cidade fica na própria cidade.

4 – que atrasos na entrega de material sejam evitados

 

 

 

Compartilhe