Bolsa Escola aquece comércio no interior do Maranhão e gera emprego e renda

FONTE: Governo do Maranhão

www.ma.gov.br

9 de fevereiro de 2018 às 16:20

 

1.757 estabelecimentos estão aptos a realizar venda de material escolar

 

Nas edições anteriores, o programa já beneficiou 1,2 milhão de crianças, injetando R$ 100 milhões na economia maranhense

 

Gradativamente liberado desde a última semana de janeiro, os créditos do Bolsa Escola já beneficiaram mais de 700 mil dos cerca de 1,3 milhão de alunos inscritos no programa do Governo do Maranhão.

Com um total de 1.757 estabelecimentos aptos a realizar a venda de material escolar, tanto em São Luís quanto no interior do Estado, o programa continua crescendo anualmente.

 

O número é 22% maior do que o alcançado no ano passado, quando 1.442 lojas foram habilitadas para a venda e 111% maior que em 2016, quando 834 lojas realizavam o fornecimento.

 

Um desses estabelecimentos é a Bigpel Papelaria, localizada em Açailândia. Cadastrado desde 2016 no programa, o estabelecimento comemora o aumento da clientela, como conta Nádia Lipe Lima, uma das proprietárias.

 

“Estamos há 20 anos no mercado de Açailândia, sempre como papelaria, preparando estoque e contando com boas vendas. Desde 2016, com nosso cadastro no programa, ganhamos mais clientes. O motivo disso é que as pessoas viram que é possível comprar na loja, perderam a imagem de uma loja ‘careira’ e puderam conhecer nossos preços e produtos”, explica Nádia.

 

Nas edições anteriores, o programa já beneficiou 1,2 milhão de crianças, injetando R$ 100 milhões na economia maranhense, contribuindo para gerar emprego e renda.

 

“Desde do primeiro ano que nos inscrevemos para receber o Bolsa Escola, as vendas melhoraram bastante. No primeiro ano a diferença foi muito grande e, graças a Deus, os anos posteriores não foram diferentes”, afirma Maria Celidade Ferreira Felix, proprietária da Livraria Acadêmicos, em Santa Luzia.

 

A empresária também conta que o lucro do Bolsa Escola serviu para aumentar a variedade do estoque. “As necessidades das pessoas são muito variadas e precisamos no preparar para atender e garantir a venda”, conta.

 

 

Bolsa Escola 

Coordenado pela Secretaria de Estado de Desenvolvimento Social (Sedes), o programa é uma forma encontrada pelo Governo do Maranhão de complementar a renda da população inscrita no Bolsa Família, do Governo Federal, e de aumentar a movimentação da economia local, gerando emprego e renda.

 

Cada aluno cadastrado no programa é beneficiado com R$ 51,00 para uso exclusivo na compra de material escolar.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Compartilhe